Americanas e Submarino estão fora do ar após ‘acesso não autorizado’

Os sites das lojas Americanas e Submarino, duas das principais plataformas de comércio eletrônico no Brasil, continuam fora do ar hoje após as plataformas registrarem no sábado (19) problemas no acesso de usuários e rumores de que os sites foram alvos de ataques hackers. Em comunicado ao mercado, a Americanas S.A, que controla os dois sites, confirmou a suspensão de parte dos servidores e citou um “acesso não autorizado”.

Procurada pelo UOL para saber se houve atualizações a respeito do funcionamento dos sites, a Americanas S.A. informou que o posicionamento continua o mesmo divulgado ontem. “A Americanas informa que voltou a suspender proativamente parte dos servidores do ambiente de e-commerce na madrugada deste domingo (20/02) e acionou prontamente seus protocolos de resposta assim que identificou acesso não autorizado”, diz a nota da empresa

A reportagem tentou acessar os sites durante a manhã de hoje, mas ambos exibem mensagens de serviços indisponíveis. Os aplicativos das duas marcas permitem o acesso, mas há dificuldades para pesquisar produtos e dar continuidade a compras.

Conforme o Downdetector – ferramenta que monitora o funcionamento de serviços digitais de empresas – relatos de usuários na internet indicam “potenciais problemas” com o Submarino. Nos últimos dias, a ferramenta identificou uma série de notificações a respeito do Submarino. Os problemas notificados atingem o site na internet, o aplicativo móvel e o sistema de login. Há relatos de usuários que não conseguem acessar o aplicativo desde quinta-feira (17) à noite.

A Americanas S.A disse ainda que “atua com recursos técnicos e especialistas para avaliar a extensão do evento e normalizar com segurança o ambiente de e-commerce o mais rápido possível”. Conforme a companhia, as lojas físicas seguem em operação.